Pages Menu
TwitterFacebook
Categories Menu

Posted by on jan 28, 2019 in Sexta de ideias | 0 comments

We are the Champions

We are the Champions

Novembro foi o mês do choro nos Shoppings da cidade.
Gente “fungando”… olhos vermelhos, eram vistos por todos os corredores.
O motivo?
Bohemian Rhapsody, o filme sobre os altos e baixos da banda Queen.
Confesso que sai “sequinho” do cinema, com algumas lições da história, adequadas às ações de Geração de Leads.

Encontre seu talento e lute por ele.
Quando você descobre o seu talento e investe nele, o resultado é grandioso.
Freddie Mercury nasceu para ser cantor. Seu dom no palco era emocionante e ele perseguiu este sonho com energia e foco.
E na sua empresa?
Qual o talento? Qual o dom capaz de ser percebido como um benefício à plateia que você busca conquistar?
Geração de Leads pede empenho nesta definição da oferta e da campanha e o sucesso não chega no primeiro “show”. Tem ensaio…tem teste… tem avaliação e melhorias.

Cerque-se de gente boa.
O Queen não era apenas Freddie Mercury e quando ele arriscou carreira solo, foi um desastre.
Na Geração de Leads, é o conjunto de uma boa oferta, de um bom conhecimento sobre as necessidades do público alvo, um banco de dados atualizado e um roteiro de abordagem objetivo que fazem a diferença e garantem o sucesso da campanha.
Nada de sair correndo sozinho com uma boa oferta e nada mais.

Cuidado com os excessos.
Freddie Mercury era conhecido pelos excessos na vida pessoale que acabaram por atrapalhar sua história como um todo.
Nas ações de Gração de Leads, excessos também devem ser aparados.
Comece a campanha com um “mailing” enxuto. Uns 1000 nomes já nos dão boa noção do melhor caminho à campanha.
Selecione um ou dois benefícios “matadores”. Nada de ficar oferecendo tudo a todos.
Foco é a palavra chave no combate a gorduras desnecessárias.

Saiba identificar seus amigos verdadeiros.
Ao longo de carreira, Mercury tomou algumas decisões profissionais erradas, inspirado por gente falsa e interessada apenas nas oportunidades de curto prazo.
Foi um desastre à sua história nos palcos e fora dele.
Nas ações de Geração de Leads, cuidado com os clientes “interesseiros”. Aqueles focados apenas no desconto, no oportunismo de curto prazo.
Leads sinalizam interesse comercial, mas precisam ser estimulados não apenas por preço.
Planeje sua campanha para atrair clientes verdadeiros e fieis e afaste-se dos oportunistas.

Seja autêntico.
Um dos momentos mais emocionantes do filme, mostra a gravação de “Bohemian Rhapsody” cheia de inovações no estilo, no ritmo e na duração.
Na época, as rádios tocavam músicas de até três minutos. A “rapsódia” durava 6.
Com a má vontade da gravadora em se abrir a esta inovação, o Queen manteve suas crenças e autenticidade e foi buscar outros interessados na música que seria um dos grandes sucessos do grupo.
Embora a gente saiba que toda Geração de Leads demanda testes e adaptações, jamais abandone a autenticidade e o “DNA” da sua marca, das suas promessas, dos seus diferenciais de Mercado.
Nada substitui a personalidade real da marca, capaz de conquistar e fidelizar um público que entendeu e aprovou a abordagem e os benefícios da oferta.

Que a sua Geração de Leads motive o seu time a cantar: “We are the Champions”.

 

Diretor de atendimento e planejamento da Fine Marketing, especialista em comunicação dirigida e varejo. Atua também como consultor em treinamento de equipes comerciais.

Post a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pin It on Pinterest

Share This